A importância do Sistema de Informação Contábil (SIC) no novo contexto econômico




Com a intensificação da competitividade e com o recente processo de globalização, os gestores de empresas estão contando cada vez mais com os relatórios contábeis em busca de informações que possam ser úteis para o gerenciamento empresarial. O Sistema de Informação Contábil é uma importante ferramenta no que diz respeito ao fornecimento de informações aos usuários internos e também externos à empresa.

Na sociedade atual, é de fundamental importância que o trabalho empresarial se faça com base em informações suficientemente completas e precisas para que o desempenho da empresa seja o melhor possível, assegurando, assim, a sua sobrevivência e promoção no mercado. Entretanto, uma má informação pode possibilitar uma tomada de decisão equivocada ao ponto deteriorar toda a estrutura de uma empresa, podendo colocar em jogo cada um dos seus componentes patrimoniais. A informação é um bem intangível e imensurável, porém, é de grande valor econômico se for útil, reutilizável e desejada. Portanto, a contabilidade é um importante instrumento de apoio às estratégias empresariais.

A informação é diferente de dado, sendo que este é matéria-prima essencial no processo contábil. Se um conjunto de dados é quantitativo, qualitativo e apresenta um elevado grau de utilidade, então pode ser que um dia vire informação. No entanto, uma informação não tem que ser apenas boa, ela deve também ser rapidamente revelada de modo com que chegue em um momento certo. Por isso, a tecnologia é importantíssima de modo que faz com que a informação ganhe velocidade e cada vez mais valor. A inovação tecnológica, tanto de produto como de processo, propiciou a melhoria nos métodos de controle e de organização das empresas. Em um cenário cada vez mais competitivo, onde as disputas entre as empresas por melhores posições no mercado estão cada vez mais acirradas, é fundamental que o empresário da atualidade conte com uma grandiosa fonte de informações com base tecnológica, caso o contrário, sua empresa estará sujeita a um processo de decadência. A grandiosa fonte de informações que toda empresa deve ter disponível é um Sistema de Informação Contábil.

A função da Contabilidade é acompanhar as modificações do patrimônio de uma entidade através do registro, da ordem, da demonstração, da análise e do planejamento. A ciência contábil foi criada com o propósito de satisfazer as necessidades das antigas civilizações no que diz respeito à criação de um processo de registro que lhes proporcionasse recordar de maneira simples e fácil as mutações da riqueza que possuíam, ou seja, o patrimônio. A ciência contábil ganha mais valor nos últimos tempos devido às qualidades de suas técnicas de registro, demonstração e análise de balanços. Não é difícil entender porque a contabilidade foi muita bem aceita na sociedade moderna.


Os demonstrativos contábeis devem ser elaborados de acordo com cada necessidade e interesse dos diferentes grupos de usuários. Os usuários externos – fornecedores, clientes, concorrentes, governos, bancos, financiadores, economistas, investidores, auditores externos, entre outros – concentram-se em questões mais diversas dos relatórios contábeis. Estão interessados principalmente no desempenho econômico-financeiro e no grau de solvência da empresa para que possam concluir se ela apresenta aptidão de honrar os seus compromissos ou se investir nela seria um negócio viável. Os usuários internos – administradores, sócios, acionistas, proprietários, diretores, e executivos dos mais variados escalões – focam suas atenções em aspectos mais específicos das informações produzidas pela contabilidade. O interesse desse grupo vai mais além e necessita de demonstrações mais detalhadas e que propiciem a uma análise com um maior grau de profundidade. Portanto, são os principais usuários da contabilidade, pois, eles são os responsáveis pelos rumos que tomarão a empresa.

Para atender os diversos interesses de usuários internos e externos à empresa, a ciência contábil dividiu-se em duas grandes vertentes: Contabilidade Financeira e Contabilidade Gerencial. A Contabilidade Financeira foi criada para atender as necessidades e interesses de usuários externos à empresa. Os relatórios contábeis financeiros são representados pelos Balanços Patrimoniais, Demonstrações dos resultados, Demonstrações das Origens e Aplicações de Recursos, Demonstrações das Mutações do Patrimônio Líquido, entre outros. Sua informação é caracterizada pela objetividade, relevância, fácil entendimento, orientação histórica e pontualidade. Seu arcabouço teórico e técnico se baseia na utilização exclusiva da Ciência Contábil.

A Contabilidade Gerencial é trabalhada com base na carência dos gestores empresariais de informações detalhadas e que explicitam os acontecimentos passados, deixando clara a situação financeira atual da empresa e as tendências futuras. Os relatórios contábeis gerenciais são compostos por Contabilidade por Responsabilidade, relatórios de desempenho, relatórios de custo, relatórios especiais não rotineiros para facilitar a tomada de decisão. A Contabilidade Gerencial possui as mesmas características da Contabilidade Financeira, porém, é mais detalhada, possuindo menos verificabilidade e precisão. Seu arcabouço teórico e prático é orientado na utilização pesada de outras disciplinas correlatas, como economia, finanças, estatística, pesquisa operacional e comportamento operacional.



A competitividade entre as empresas, entre outros aspectos, levou as mesmas a dá mais ênfase à qualidade dos produtos e serviços oferecidos, com um melhor posicionamento da gestão empresarial, além de um melhor atendimento aos seus clientes, com o objetivo de articular de uma maneira mais eficiente possível todos os fatores de produção de modo a reduzir os custos, aumentar as vendas ou serviços prestados, gerar um montante de receita cada vez maior, honrar os seus compromissos dentro do prazo de vencimento e por fim maximizar o lucro. É nesse novo cenário econômico que a Contabilidade Gerencial entra com tudo e faz toda a diferença. A Contabilidade Gerencial supre as necessidades da administração no que concerne ao uso de informações contábeis para o planejamento e ações da empresa quanto à produção, investimento, desenvolvimento tecnológico interno, estratégias de mercado e outros que provoquem uma visão de longo prazo no intuito de alinhavar todas as atividades e processos com a política e as metas da organização.

O administrador que não tiver nenhum conhecimento de Contabilidade, via de regra, não dará nenhuma importância para os demonstrativos e muito menos os utilizarão em seus processos decisórios. É nessa situação que entra o contador gerencial, fazendo com que o administrador valorize os demonstrativos contábeis gerenciais e o convença que é de significativa importância utilizá-los no momento de tomada de decisões. Uma empresa que dispõe de um bom Sistema de Informação Contábil e utiliza as suas informações de maneira eficiente, terá sempre um desempenho econômico satisfatório e uma saúde financeira, digamos, invejável, garantindo, assim, o seu o bom posicionamento no mercado. Algo que merece muita atenção nesse novo contexto econômico é a utilização cada vez mais acentuada das informações geradas pelo Sistema de Informação Contábil como subsídio aos processos administrativos das pequenas empresas.

O crescimento da competitividade no cenário global levou as empresas brasileiras a investirem cada vez mais em fonte de informações contábeis que tragam retorno financeiro imediato ou de longo prazo de modo que as tornem mais dinâmicas e competitivas junto à concorrência externa. E as pequenas empresas não ficaram de fora dessa onda avanços da informação contábil. Dada a sua grande taxa de participação no Produto Interno Bruto, aos postos de trabalhos que abre frequentemente e ao seu grande número de unidades, o conjunto de pequenas empresas apresenta uma importância socioeconômica que não se limita apenas a países em desenvolvimento como o Brasil. Independentemente do grau de industrialização ou do nível de desenvolvimento de um país, a pequena e a média empresa têm substancial importância na evolução da sociedade. Uma empresa para apresentar uma substancial importância no mercado e na sociedade necessita da Contabilidade para que faça um controle financeiro básico.



A Contabilidade propicia um controle eficiente de todos os recursos que entram e saem de dentro da empresa. Permite um controle dos gastos, dos custos, dos estoques, das despesas, das receitas e do lucro líquido apurado no exercício. Analisar com detalhe os resultados das aplicações e origens de recursos; contabilizar os bens, direitos e obrigações; enfim, mensurar o patrimônio e suas mutações. Algumas pequenas empresas ignoram a Contabilidade, não dando nenhuma importância para a mesma. Proprietários e funcionários dessas empresas vivem em um ambiente vulgar e marcado pela desorganização geral e pela falta de interação entre os departamentos – recursos humanos, marketing, produção, vendas, compras e finanças. As mesmas estarão predestinadas à condenação em um mercado que se encontra cada vez mais globalizado e competitivo.

A Contabilidade e a administração devem está interligadas no que diz respeito à utilização das informações oriundas do Sistema de Informação Contábil em análises financeiras para identificar o desempenho da empresa.  Em análises financeiras, alguns índices são essenciais para o entendimento dos fenômenos responsáveis pelas variações do patrimônio de uma empresa, além de mensurar a magnitude de seus componentes.

E, por fim, com fundamento em várias análises, uma articulação correta de todos os fatores de produção permitirá aos gestores da empresa estabelecer um ótimo preço de venda para os seus produtos ou serviços, no qual atrairá uma grande parcela do total de demandantes e proporcionará uma margem de lucro mínima ao ponto de assegurar a competitividade da empresa no mercado. Estabelecer um bom preço significa o consenso e a interação de todos os departamentos, significa que todos os seus profissionais estão trabalhando em equipe e vencendo todos os desafios o qual a empresa se defronta. A formação dos preços de venda deve está orientada para os consumidores, de modo a incentivar a demanda; para os capitais investidos na empresa e que devem ser remunerados e para os concorrentes no mercado que visam a um mesmo fim - atrair a clientela alheia com melhores condições de preço, de qualidade etc. Por isso, é de fundamental importância que a empresa garanta a sua imagem e de seus produtos no mercado. 

A Ciência Contábil e o seu Sistema de Informação são os grandes responsáveis pelo êxito de empresas grandes, médias e pequenas em um contexto econômico caracterizado por um mundo globalizado e competitivo. O fato é que, hoje em dia, uma boa informação vale ouro. Por isso, os contadores, principalmente de empresas pequenas que estavam limitadas às exigências do fisco, retomaram às suas origens no intuito de prestar informações que possam ser úteis no processo de tomada de decisões e, assim, propiciar o desenvolvimento das empresas e a evolução da sociedade.

Ajude a manter este blog - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do blog, você pode ajudar a manter ele simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:
Doação usando PagSeguro
Doação usando Paypal
Ou por transferência bancária: clique aqui!

Postar um comentário

6 Comentários

  1. Respostas
    1. hum é mesmo... pena que não está para de mentir

      Excluir
  2. junto à concorrência externa. E as pequenas empresas não ficaram de fora dessa onda avanços da informação contábil. Dada a sua grande taxa de participação no Produto Interno Bruto, aos postos de trabalhos que abre frequentemente e ao seu grande número de unidades, o conjunto de pequenas empresas apresenta uma importância socioeconômica que não se limita apenas a países em desenvolvimento como o Brasil. Independentemente do grau de industrialização ou do nível de desenvolvimento de um país, a pequena e a média empresa têm substancial importância na evolução da sociedade. Uma empresa para apresentar uma substancial importância no mercado e na sociedade necessita da Contabilidade para que faça um controle financeiro básico.

    A Contabilidade propicia um controle eficiente de todos os recursos que entram e saem de dentro da empresa. Permite um controle dos gastos, dos custos, dos estoques, das despesas, das receitas e do lucro líquido apurado no exercício. Analisar com detalhe os resultados das aplicações e origens de recursos; contabilizar os bens, direitos e obrigações; enfim, mensurar o patrimônio e suas mutações. Algumas pequenas empresas ignoram a Contabilidade, não dando nenhuma importância para a mesma. Proprietários e funcionários dessas empresas vivem em um ambiente vulgar e marcado pela desorganização geral e pela falta de interação entre os departamentos – recursos humanos, marketing, produção, vendas, compras e finanças. As mesmas estarão predestinadas à condenação em um mercado que se encontra cada vez mais globalizado e competitivo.

    A Contabilidade e a administração devem está interligadas no que diz respeito à utilização das informações oriundas do Sistema de Informação Contábil em análises financeiras para identificar o desempenho da empresa. Em análises financeiras, alguns índices são essenciais para o entendimento dos fenômenos responsáveis pelas variações do patrimônio de uma empresa, além de mensurar a magnitude de seus componentes.

    E, por fim, com fundamento em várias análises, uma articulação correta de todos os fatores de produção permitirá aos gestores da empresa estabelecer um ótimo preço de venda para os seus produtos ou serviços, no qual atrairá uma grande parcela do total de demandantes e proporcionará uma margem de lucro mínima ao ponto de assegurar a competitividade da empresa no mercado. Estabelecer um bom preço significa o consenso e a interação de todos os departamentos, significa que todos os seus profissionais estão trabalhando em equipe e vencendo todos os desafios o qual a empresa se defronta. A formação dos preços de venda deve está orientada para os consumidores, de modo a incentivar a demanda; para os capitais investidos na empresa e que devem ser remunerados e para os concorrentes no mercado que visam a um mesmo fim - atrair a clientela alheia com melhores condições de preço, de qualidade etc. Por isso, é de fundamental importância que a empresa garanta a sua imagem e de seus produtos no mercado.

    A Ciência Contábil e o seu Sistema de Informação são os grandes responsáveis pelo êxito de empresas grandes, médias e pequenas em um contexto econômico caracterizado por um mundo globalizado e competitivo. O fato é que, hoje em dia, uma boa informação vale ouro. Por isso, os contadores, principalmente de empresas pequenas que estavam limitadas às exigências do fisco, retomaram às suas origens no intuito de prestar informações que possam ser úteis no processo de tomada de decisões e, assim, propiciar o desenvolvimento das empresas e a evolução da sociedade.
    2 bjs

    ResponderExcluir
  3. vai tomar no cu e vai se fuder

    ResponderExcluir